Consultoria e Treinamento Empresarial

  • Home
  • MQS
  • Equipe
  • Eventos e Cursos
  • Produtos
  • Artigos
  • Imprensa
  • Galeria de fotos
  • Contato
  • Últimos Artigos

    A Visão de Futuro e o RH

    Por: Djalma Moraes, 14/05/2018

    Para a área de Gestão de Pessoas ou, por que não dizer Recursos Humanos, o que significa isto?

    Talvez, não estejamos tão preparados para enfrentar este momento de grandes mudanças, devido a uma série de fatores, entre eles, a falta de estrutura para um planejamento eficaz, estamos reagindo, não antecipando os acontecimentos, tudo tem acontecido de maneira muito rápida, as emergências se sobrepõem.

    Vamos, lá! Quando foi a última vez que estivemos em um curso para melhora de nossos conhecimentos? Se não um curso, quiçá, uma palestra, uma peça de teatro, um filme do momento? De outra forma, quando precisamos elaborar um perfil para uma vaga, nos preocupamos em avaliar justamente estes pontos, não é mesmo?

    Os colaboradores de nossa empresa conhecem realmente o papel da nossa área, além de dispensa, concessão de férias e benefícios? Tempos participado de decisões importantes e impactantes tomadas por nossos dirigentes ou somente somos informados, depois, que o fato foi consumado?

    Quando falo em Visão de Futuro, quero dizer, onde estaremos no próximo momento? No próximo mês? No próximo ano? O que estaremos fazendo? Como estaremos fazendo? Por que estaremos fazendo? Lembram-se do comercial da Samsung, que dizia que o que é futuro para você, para a Samsung é passado?

    Quando falo de Visão de Presente, quero dizer, onde estamos agora? O que estamos fazendo? Como estamos fazendo? Por que fizemos, assim? Lembrem-se qual sensação temos ao encerrar um dia de trabalho? Como estamos reagindo a estes tempos líquidos, onde nada é eterno?

    Quando falo de Visão Estratégica, quero dizer, onde queremos estar? Como poderemos fazer? Por que faremos assim? Lembrem-se do que é preciso mudar, de que forma isto é possível, que recursos serão necessários e qual nosso nível de entendimento do critério e de que maneira nós seremos afetados ou afetaremos os demais com a mudança.

    É preciso planejar, ter disposição para correr riscos calculados, mas, sem esquecer de buscar novas oportunidades, novas maneiras de conduzir nossas atividades, buscando compartilhar problemas, soluções e sucessos. Fazendo uso dos recursos disponíveis, administrando-os, explorando-os de forma sustentável. Além de tudo isso, buscar o equilíbrio cuidando de nossos bens mais preciosos, a saúde e a família.

    Reflitam!!



    Djalma Moraes
    Sócio Consultor da MQS Consultoria e Treinamento Empresarial Diretor da ABRH-SP Regional Baixada Santista Psicólogo, coach, instrutor e consultor em RH e Empreendedorismo

    « Voltar