Consultoria e Treinamento Empresarial

  • Home
  • MQS
  • Equipe
  • Eventos e Cursos
  • Produtos
  • Artigos
  • Imprensa
  • Galeria de fotos
  • Contato
  • Últimos Artigos

    Aprendendo a dar e receber “feedbacks”

    Por: Djalma Moraes, 05/03/2018

    Conhecida como a arte de desenvolver o melhor de sí e do outro, desde que feita de forma construtiva....

    Feedback nada mais é do que elogiar, reconhecer, incentivar ou até, chamar à atenção, de forma a corrigir o erro, sempre levando em consideração o ato e não a pessoa. É, interessante lembrar que Abraham Lincoln já dizia sabiamente: aponte o erro de uma pessoa e ganhe um inimigo.

    Quem dirige uma empresa ou é dono de um negócio, muitas vezes, acumulou experiências duras e amargas, que, mesmo sem querer, acaba refletindo em sua vida e comportamento. Daí a necessidade de buscar aprendizados que possam auxiliar a melhorar o desempenho e as atitudes de suas equipes, atualizando seus conhecimentos tanto técnicos, como comportamentais, para que cause diferença no lidar com os líderes e demais colaboradores.

    Uma das técnicas utilizadas é conhecida como “feedback sanduiche”, onde se procura em primeira instância, ressaltar as qualidades e feitos anteriores da pessoa, para em seguida, avaliar juntos o fato que gerou algum desacerto na atividade profissional do colaborador, sempre ressaltando a capacidade que ele possui de fazer coisas em nível de excelência.

    De outra forma, também devemos nos preparar para ouvir atentamente, antes de responder, quando formos chamados para receber “feedback” sobre algum ato ou procedimento feito, que possa ter causado algum problema. Ressalto aqui, que um dos requisitos básicos para a efetividade do “feedback”, é o aprender a ouvir com atenção tudo o que está sendo dito, para depois, nos expressarmos sem cair na tentação de ficarmos na defensiva ou transferirmos a culpa para outras pessoas.

    Devemos tomar cuidado para sermos assertivos, ou seja, irmos direto ao ponto, não sem antes avaliar a diferença entre ser franco (falar a verdade dos fatos) e ser cruel (falar a verdade com intensão de ferir, desmerecer ou magoar), o que pode configurar assédio moral, caso haja testemunhas ou câmeras de vídeo.

    Dar ou receber “feedbacks” é extremamente necessário para uma relação saudável em qualquer ambiente, principalmente, nas empresas. A transparência obtida com as atitudes cheias de coerência e respeito, torna o “feedback” extremamente efetivo, gerando respeito e admiração entre seus pares.



    Djalma Moraes
    Sócio Consultor da MQS Consultoria e Treinamento Empresarial Diretor da ABRH-SP Regional Baixada Santista Psicólogo, coach, instrutor e consultor em RH e Empreendedorismo

    « Voltar